Ubuntu 12.04 LTS: o que esperar da nova versão

A próxima versão do Ubuntu está em fase de desenvolvimento e será lançada no próximo dia 26, segundo o calendário oficial da Canonical. O Ubuntu 12.04 Precise Pangolin será LTS (Long Term Support), no entanto, haverá um aumento no tempo de suporte (até abril de 2017) para as versões desktop e servidor. Com isso, pode-se presumir que a Canonical está apostando na estabilidade do sistema.

Tabela comparativa de versões (Foto: https://wiki.ubuntu.com/LTS)
Tabela comparativa de versões

Mark Shuttleworth, criador do Ubuntu, confirma que a interface Unity está no mercado para ficar, apesar de algumas reclamações de usuários. Quem quiser optar pela interface clássica do GNOME, ela estará funcional através de um pacote de instalação disponível na Central de Programas.

Entre os aplicativos que virão por padrão nessa nova versão estão os recém-atualizados LibreOffice 3.5, Firefox 11 e a volta do player Rhythmbox. A principal inovação é HUD (Head-Up Display), um tipo de cabeçalho/menu. O usuário terá acesso ao HUD pressionando a tecla Alt e, posteriormente, digitando a descrição do que quer executar.

HUD (Foto: Flávio Renato)
HUD

Quando o sistema estiver ocioso, será permitido que os GPUs entrem em um estado muito baixo de consumo de energia. O resultado pode ser um ganho entre 40% e 60% de autonomia. Além disso, a versão contará com um suporte nativo ao clickpad, que nada mais são do que trackpads, onde o botão físico do mouse é integrado em sua superfície. Também haverá suporte aos trackpads Magic, da Apple, e aos novos dispositivos Synaptics.

Além do esperado foco em desempenho, outras revelações chamaram atenção. Segundo o fundador do Ubuntu, a versão 12.04 LTS contará com ferramentas que facilitarão a migração a partir do Ubuntu 10.04 LTS, melhorias nos recursos para usuários avançados, suporte a múltiplos monitores, bem como melhorias na acessibilidade do sistema para portadores de necessidades especiais.

Como colocar a lixeira na Barra de Tarefas do Windows 8

Neste tutorial, vamos ensinar a como colocar a lixeira na Barra de Tarefas do Windows 8, na Área de Trabalho clássica. Para isso, basta seguir alguns poucos passos. Vale lembrar que, apesar do redesenho do Windows 8, e da mudança de estrutura, a lixeira clássica continua com as mesmas funções básicas.

Passo 1. Acesse a Charm Bar e selecione a opção Start para entrar na Área de Trabalho do Windows clássico;

Acesse à Área de Trabalho clicando em "Start" na Charm Bar (Foto: ReproduçãoJúlio Monteiro)
Acesse à Área de Trabalho clicando em “Start” na Charm Bar

Passo 2. Clique com o botão direito do mouse sobre a Barra de Tarefas e selecione a opção “Toolbars”, depois, “New toolbar”;

Clique com o botão direito do mouse sobre a Barra de Tarefas e selecione "Toolbars", depois, "New toolbar" (Foto: Reprodução/Júlio Monteiro)
Clique com o botão direito do mouse sobre a Barra de Tarefas e selecione “Toolbars”, depois, “New toolbar”

Passo 3. Uma janela se abrirá para que seja selecionado a nova ferramenta a ser adicionada na Barra de Tarefas. No espaço ao lado de “Folder”, cole a seguinte linha de comando: %appdata%\Microsoft\Internet Explorer\Quick Launch e, então, confirme em “Select Folder”;

Ao lado de "Folder" cole o comando fornecido no texto e confirme em "Select Folder" (Foto: Reprodução/Júlio Monteiro)
Ao lado de “Folder” cole o comando fornecido no texto e confirme em “Select Folder”

Passo 4. Clique mais uma vez com o botão direito do mouse sobre a Barra de Tarefas e a destrave desmarcando a opção “Lock the taskbar”;

Clique novamente com o botão direito do mouse sobre a Barra de Tarefas e desmarque "Lock de taskbar" (Foto: Reprodução/JúlioMonteiro)
Clique novamente com o botão direito do mouse sobre a Barra de Tarefas e desmarque “Lock de taskbar”

Passo 5. Na Barra de Tarefas, clique com o botão direito do mouse sobre a opção ”Quick Launch” e desmarque os itens: “Show Text” e “Show title”;

Clique com o botão direito do mouse sobre "Quick Launch" e desmarque as opções "Show Text" e "Show title" (Foto: Reprodução/Júlio Monteiro)
Clique com o botão direito do mouse sobre “Quick Launch” e desmarque as opções “Show Text” e “Show title”

Passo 6. O nome “Quick Launch” irá desaparecer e surgirá um espaço para onde é possível arrastar o atalho da Lixeira da Área de Trabalho e fixá-lo lá. Faça isso e, pronto.

Arraste a Lixeira para o espaço onde antes ficava escrito "Quick Launch" (Foto: Reprodução/Júlio Monteiro)
Arraste a Lixeira para o espaço onde antes ficava escrito “Quick Launch”

Agora sua Lixeira também terá um espaço na sua Barra de Tarefas.

Desta forma, é possível acessar a lixeira a partir da Barra de Tarefas (Foto: Reprodução/Júlio Monteiro)
Desta forma, é possível acessar a lixeira a partir da Barra de Tarefas

Como adicionar vários ‘tiles’ de previsão do tempo na Start Screen do Windows 8

Neste tutorial, você vai aprender a adicionar mais de um live tile de previsão do tempo a Start Screen do Windows 8. Na próxima versão do sistema da Microsoft, a interface Metro, herdada do Windows Phone 7, trouxe a versão principal do Windows o conceito de ‘tile’, que nada mais é do que um ícone retangular que pode ou não exibir informações em tempo real sobre um determinado programa.

Siga os passos abaixo e saiba como adicionar vários tiles de previsão do tempo:

Saiba como adicionar vários tiles de previsão do tempo (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Saiba como adicionar vários tiles de previsão do tempo 

Passo 1. Acesse a Start Screen do Windows 8 e abra o aplicativo “Weather”;

Passo 2. Aguarde até que o app seja carregado e clique com o botão direito do mouse sobre ele;

Passo 3. No menu de contexto, exibido em uma faixa no topo da tela, clique em “Places”;

Menu de contexto do Windows 8 (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Menu de contexto do Windows 8 

Passo 4. Clique no retângulo com o símbolo de “+” para adicionar uma nova localidade;

Passo 5. Digite o nome da cidade e clique em “Add”;

Adicionando uma cidade (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Adicionando uma cidade 

Passo 6. Clique com o botão direito do mouse sobre a cidade que acabou de adicionar e clique em “Pin”, no canto inferior esquerdo da tela;

Passo 7. Se preferir, digite um nome diferenciado para a nova tile de previsão do tempo e clique em “Pin to Start”.

Adicionando uma cidade a Start Screen (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Adicionando uma cidade a Start Screen

Pronto! Adicione quantas cidades você quiser, seguindo os três últimos passos.

Como gravar uma imagem DMG em um DVD no Windows

Preparamos esse tutorial para mostrar como gravar uma imagem DMG em um DVD no Windows. O formato DMG é uma cópia completa de um disco, assim como no formato ISO, entretanto, o formato DMG só é suportado nativamente no sistema operacional da Apple, o Mac OS X.

No Windows, apenas alguns programas de gravação trabalham com arquivos DMG e mesmos esses costumam apresentar erros na hora de gravar esse formato. Para evitar isso e gravar seu DVD no Windows, siga os passos desse tutorial.

Passo 1. Baixe e instale o programa Transmac

Passo 2. Depois de instalado, execute-o. Como ele é uma versão Trial, aparecerá uma tela de registro. Clique no botão “Run”, para iniciar o programa sem fazer a compra ou registro;

transmac00Primeira tela do Transmac

Passo 3. Dentro do programa, clique no menu “File”, depois na opção “Open Disk Image” e informe ao programa onde está a imagem no formato DMG;

transmac01Escolha um arquivo dentro do Transmac

Passo 4. Com a imagem aberta, clique nela com o botão direito do mouse e escolha a opção “Burn to CD/DVD”;

Passo 5. Na tela de gravação o programa já coloca a unidade de gravação e o endereço da imagem. Para iniciar a gravação, clique em “OK”;

transmac09Escolha o DVD-R

Passo 6. Aguarde até finalizar o processo de gravação.

transmac010Espere o programa terminar de queimar o arquivo

Pronto! Tudo isso sem que seja preciso de um computador com o Mac OS apenas para gravar um DVD.

Como usar o Any Video Converter

Neste tutorial, você vai com usar o Any Video Converter. O programa, que é compatível com Windows, é um dos softwares mais competentes do gênero – e o que é melhor: de graça. O aplicativo suporta os formatos mais conhecidos do mercado e traz alguns perfis pré-configurados, além de extrair músicas em MP3 de vídeos. Abaixo, veja como instalar, configurar e usar o Any Video Converter.

Instalação

Passo 1. A instalação do Any Video Converter, além de possuir suporte ao português, consiste basicamente em avançar algumas vezes, concordar com a licença e concluir, como é comum na maioria dos programas para Windows.

Passo 2. No entanto, vale uma resalva: em uma das últimas telas de instalação, desmarque a opção “Alterar sua página inicial do navegador para v9.com” e avance;

Passo 3. Aguarde até que a instalação seja concluída e clique em “Concluir”;

Como adicionar vídeos

Passo 4. Para adicionar um vídeo à lista de conversão, clique em “Abrir vídeo” – ou simplesmente arraste os arquivos para dentro da janela do Any Video Converter;

Passo 5. Selecione os vídeos que deseja converter e clique em “Abrir”;

Passo 6. Se o vídeo que você quer baixar/converter está no YouTube, clique em “Adicionar URLs”;

Adicionando um vídeo do YouTube (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Adicionando um vídeo do YouTube 

Passo 7. Copie e cole a URL do vídeo para o Any Video Converter. Adicione à lista quantos vídeos quiser;

Passo 8. Clique em “Iniciar download” para baixar o vídeo para o seu computador;

Como escolher o formato de saída

Passo 9. Em “Perfil de saída”, clique sobre o ícone de um filme azul e selecione um dos perfis – “Celulares”, “Arquivos de vídeo”, “Arquivos de Áudio” ou “Gravando no DVD”;

Perfil de saída (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Perfil de saída 

Passo 10. No menu logo ao lado, selecione o formato de saída para o vídeo (ou áudio, dependo do perfil escolhido);

Como alterar a resolução e outros detalhes

Passo 11. Para mudar a resolução do vídeo a ser convertido, clique em “Tamanho do vídeo”, logo abaixo da pré-visualização do vídeo;

Alterando resolução (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Alterando resolução 

Passo 12. Também é possível realizar uma edição rápida, como cortar partes do vídeo. Para isso, defina o “Tempo de início” e “Tempo de parada”;

Passo 13. Ainda nas propriedades, também é possível alterar o “Codec de vídeo”, “Taxa de transferência”, “Velocidade de projeção”, dentre outros;

Como converter vídeos

Passo 14. Após configurado as propriedades e formato de saída, clique em “Converter” e aguarde;

Convertendo um vídeo (Foto: Reprodução/Helito Bijora)Convertendo um vídeo 

Passo 15. Por fim, clique em “Abrir pasta de saída” para ver os arquivos finais convertidos.

GPS TomTom para iPhone e iPad: nova versão do app de navegação traz suporte a redes sociais

Os aparelhos de GPS veiculares têm sua popularidade cada vez mais ameaçada pelos apps que os substituem em smartphones e tablets, e não é pra menos: além de representarem um investimento menor, os aplicativos permitem tirar proveito de vários recursos adicionais destes gadgets, incluindo a conectividade mais ampla, a integração a outros apps e serviços, e a conveniência de levá-lo sempre consigo.

E os fabricantes que anteriormente se notabilizaram pelas suas linhas de aparelhos GPS dedicados sabem disso, tanto que incrementam continuamente suas linhas de apps. E é nessa linha que a TomTom, marca reconhecida no que diz respeito a aplicativos e dispositivos de navegação GPS, anunciou hoje a nova versão 1.10 do seu app para iPhone e iPad. O app tem integração com o Facebook, assim os usuários poderão traçar rapidamente suas rotas e até mesmo os locais compartilhados por seus amigos na rede social.

As novidades da versão

Compartilhando o destino via Twitter (Foto: Reprodução)Compartilhando o destino via Twitter (Reprodução)

Além dos recursos usuais de navegação assistida (turn by turn navigation) por instruções de voz indicando “ao vivo” as direções a seguir, a versão 1.10 do app inclui suporte a integração com o Facebook para planejar rotas automaticamente a partir das informações de amigos, lugares e eventos divulgados na rede social.

Isso significa que, a partir da mensagem sobre a festa ou jantar que o seu amigo compartilhou no Facebook, você poderá traçar a rota diretamente no app TomTom.

E a integração com redes sociais não para por aí: os motoristas também têm acesso a um recurso que compartilha seu destino e horário previsto de chegada usando Twitter, Facebook, e-mail e SMS.

Embora a primeira parte das novidades de integração social – dar instruções para chegar nos locais divulgados por seus amigos – seja uma ideia bastante útil e prática para quem participa deste tipo de serviço, a outra metade – compartilhar publicamente os seus destinos e horário previsto de chegada – exige cautela: o bom senso sugere não deixar de considerar as implicações sobre privacidade e segurança que este tipo de compartilhamento (especialmente quando público) pode ter.

Por que optar pelo TomTom

No comunicado sobre o lançamento, a empresa informa que a maioria dos usuários do iPhone usa também o Facebook no aparelho, e assim considera um passo natural integrar as informações sobre locais que constam neste serviço às instruções de acesso que são a especialidade do TomTom.

Pontos fortes do TomTom continuam presentes na nova versão, incluindo os mapas constantemente atualizados que ficam armazenados no dispositivo, dispensando que haja sinal do celular ou conexão de dados disponível durante os trajetos para acessá-los, os avisos de controladores de velocidade, e facilidades como a navegação sem interrupções durante telefonemas, o recurso de telefonar para o destino da navegação e a integração com outros recursos do iOS como contatos, fotos, música, e-mail e calendário.

O TomTom Brasil 1.10 é uma atualização gratuita para quem já possuía a versão anterior, e está disponível para compra por novos usuários, em versão universal (para iPhone e iPad) na App Store.

Ubuntu está criando versão para celulares

O sistema operacional móvel da Ubuntu realmente está em produção. A confirmação veio da própria Canonical, que anunciou em uma lista de vagas de emprego, à procura de um Gerente de Desenvolvimento de Negócios para o projeto Ubuntu Phone.

O responsável pelo cargo terá que estabelecer contato com vendedores de telefone e companhias de telecomunicações para promover a plataforma. Mas o mais importante da notícia, é claro, não é quem a empresa quer contratar, mas o fato de o projeto estar, de fato, em andamento.

Arte conceitual do Ubuntu Phone mostra alguns desejos dos fãs (Foto: Reprodução)Arte conceitual do Ubuntu Phone mostra alguns desejos dos fãs 

Esta não é a primeira vez que a Canonical tenta levar seu principal sistema operacional para smartphones. Antes, já haviam sido testados o Ubuntu Mobile e o Kubuntu Mobile. Além disso, a empresa também apoiou o projeto do Ubuntu para Android, que levou o modelo dos desktops Ubuntu para os dispositivos móveis do Android, rodando os dois simultaneamente, como demonstrado no Motorola Atrix 4G 2 na Mobile World Congress.

Ainda não há muitos detalhes sobre este novo projeto do Ubuntu. No entanto, sabe-se que ele vem sendo esperado há muito tempo tanto pelos fãs como também pelos próprios trabalhadores da Canonical. Especulações e diversas artes conceituais já começaram a surgir pela web (como esta, acima).

Dentre as principais funcionalidades esperadas pelo público estão a interface Unity móvel, a liberdade do sistema open source e a sincronização entre celular e desktop, pelo Ubuntu.

Empresas lançam em conjunto tecnologia para aposentar os óculos 3D nas TVs

A Dolby e a Philips anunciaram uma tecnologia que pode dar fim à necessidade dos óculos para se assistir imagens em 3D na televisão. As empresas se uniram para a criação do “Dolby 3D”, um formato revolucionário que promete possibilitar que dispositivos tridimensionais de qualquer tamanho exibam este tipo de transmissão sem que os usuários precisem das tradicionais lentes para assistir.

Dolby 3D, nova tecnologia lançada pela Dolby em parceria com a Philips (Foto: Divulgação)Dolby 3D, nova tecnologia lançada pela Dolby em parceria com a Philips

As companhias garantem que o Dolby 3D vai funcionar em smartphones, tablets, PCs e televisores. Ramzi Haidamus, vice-presidente executivo de vendas e de marketing na Dolby Laboratories, explicou que um dos objetivos da companhia é popularizar o 3D.

“Acreditamos que o Dolby 3D pode facilitar a adoção do 3D, criando uma experiência visual sem óculos, altamente aproveitável. Junto com a tecnologia da Philips, baseada em anos e anos de pesquisa, planejamos implantar esta filosofia. Integrar as nossas tecnologias e forças é ótimo. Todos os consumidores vão saber que o conteúdo do Dolby 3D em uma televisão 3D, que estão vendo um produto de qualidade”, disse.

De acordo com comunicado oficial emitido pelas companhias, o foco do projeto será trabalhar em conjunto com fabricantes de eletrônicos para fazer com que este formato seja adotado por elas e se torne um padrão para a tecnologia. Os produtores de filmes e séries também serão contactados, para que o Dolby 3D seja usado também na produção de conteúdo tridimensional.

“Estamos introduzindo um formato 3D HD que permite que produtores e fabricantes disponibilizarem imagens tridimensionais em alta definição em qualquer dispositivo”, informou Ruud Peter, diretor da Philips.

Brasileiros conectados já chegam aos 80 milhões

O número de brasileiros com acesso à Internet, principalmente de casa e do trabalho, chegou a 80 milhões no quarto trimestre de 2011, de acordo com o IBOPE Nielsen Online. Em relação ao ano anterior, o crescimento foi de 8%. O resultado da pesquisa aponta que no primeiro trimestre de 2012, 66 milhões de pessoas se conectaram à rede. Dessas pessoas,  62,6 milhões moram em residências em que há, pelo menos, a presença de um computador com Internet.

Segundo o IBOPE, acesso à banda larga é responsável pelo aumento de brasileiros conectados à Internet (Foto: Reprodução) (Foto: Segundo o IBOPE, acesso à banda larga é responsável pelo aumento de brasileiros conectados à Internet (Foto: Reprodução))
Segundo o IBOPE, o acesso à banda larga é
responsável pelo aumento de brasileiros
conectados à Internet

Segundo o IBOPE Nielsen, esse crescimento se justifica pela expansão do número de pessoas com mais banda larga no país. Em dois anos, a quantidade de brasileiros com conexão acima de 2 Mbps aumentou 300%. Por outro lado, quase a metade das pessoas ainda utiliza baixas velocidades entre 512 Kbps e 2 Mbps.

Entre as categorias com maior crescimento mensal do número de usuários únicos em fevereiro deste ano, encontram-se “Informações Corporativas” com crescimento de 3,3%. Em seguida, “Educação e Carreiras” teve um aumento de 3,1%, onde usuários procurar por sites de empregos e pesquisa escolar.

Microsoft quer integração do Kinect com Windows Phone 8

A Microsoft está cogitando uma verdadeira revolução nos dispositivos móveis. Depois de implantar um sensor de movimento nos videogames, a empresa já vem fazendo a transição do Kinect também para os computadores. Mas o que pouca gente imaginava é que ele pode chegar também aos novos smartphones com o sistema operacional móvel da companhia, o Windows Phone 8.

MIcrosoft estuda possibilidade de integração do Kinect com Windows Phone 8 (Foto: Reprodução)
MIcrosoft estuda possibilidade de integração do Kinect com Windows Phone 8

De acordo com informações do site VR-Zone, a Microsoft vem dedicando boa parte do trabalho de seus engenheiros para encontrar uma forma de integrar o Kinect com Windows Phone. A missão dos especialistas da companhia, no entanto, não é fácil. Uma questão que complica as coisas é o número de câmeras.

O Kinect tem três, sendo duas delas (nas extremidades) apenas para infravermelho, dedicadas a captura de profundidade (criando o 3D). No entanto, ainda não é possível usar esta tecnologia infravermelha em um smartphone, e sem ele integrado o produto não enxergaria em 3D (além de apenas funcionar em ambientes com boa luminosidade). Ainda assim, mesmo que a empresa tenha que lançar uma integração que funcione com apenas a sua câmera central (RGB, normal), a Microsoft sabe que chamaria muita atenção por esta inovação, e, por isso, continua trabalhando nisso.

Segundo os rumores, o Kinect é considerado um parceiro perfeito para o Microsoft TellMe. A dupla seria uma forte concorrente para o Siri, da Apple, porém com características que nenhuma outra empresa poderia igualar no mercado.

Espera-se que esta integração entre o sensor de movimentos e os smartphones esteja disponível na primeira ou segunda atualização do Windows Phone 8, que ainda não foi lançado.